Seguidores

quarta-feira, janeiro 31, 2007

COMO POSSO NÃO TE AMAR?



Só se fingir
que não estás
em meus pensamentos
que não me perco em teu olhar
se mentir descaradamente
que no meu peito não há amor
e se fizer de conta
que meu corpo não estremece
nem implora pelo teu.

Soninha Porto





abril de 2006

9 comentários:

ge disse...

Oi minha amiga!!!
Amei ler um pouquinho de tua alma aqui em seus versos...A tua sensibilidade mostra realmente uma vida em poesia... falas do amor, da saudade, do querer e dos tropeços que as vzs a vida nos presenteia.
Amo a sutileza e as metáforas que usas em suas mensagens poéticas!
Beijos luz para vc!

ge disse...

E em especial, 'como posso não te amar"
Uma mensagem subliminar maravilhosa!!!
Beijos no coração!

nelson disse...

oi soninha, agradeço por ter estado no meu blog, apesar de que tenho publicado pouco nele, mantenho-o ativo com as publicações que por lá postei, volte sempre, teu blog está muito bonito, gosto das suas colocações, e ter sua amizade é muito importante, tudo de bom.

Maria Goreti disse...

Minha flor de maracujá, tuas palavras têm o poder de acalmar meus ânimos, rs!
Disse-te uma vez e repito agora: Sou sua tiete!
Beijão iluminados na alma.

Giu Missel disse...

Sônia
Como é bom sentir a flor da pele né?
Lindo verso.

Aninha disse...

Lindo blog, Soninha!
Falas de uma sensualidade delicada
e muito gostosa de ler.
Prabéns, amiga!
Beijão!

José Heber de Souza Aguiar disse...

"E fazer de conta...".
Embora fazer de conta não esconda o desejo do coração rs

Lindo poema, Soninha.

Beijo!

José Heber
www.joseheber.blogspot.com

Anthero Sady disse...

Poetisa passando por aqui para novamente me agraciar com tanto talento e poesia.Te adoro.Beijos no coração.

mariaclara disse...

muitas vezes é quando perdemos o grande amor é que sentimos o quanto o amamos. Mesmo com dor é muito bom sentir amor do que o vazio de sentimentos.
Amei teu poema Soninha
Carinhos
Maria Clara